Liberdade de expressão X Respeito ao próximo

Será válido a liberdade sem o respeito?

Estamos acompanhando nesses dias vários comentários e várias opiniões acerca da polêmica do momento sobre a liberdade de expressão da mídia após o atentado que matou os membros da equipe do jornal francês Charlie Hebdo, deixando 12 mortos nesta quarta-feira (7) em Paris. Muitos manifestos empolgados e emocionados foram proclamados em todo o mundo, mas nenhum deles foi tão objetivo, esclarecedor e simples do que os feitos pelo papa Francisco. Entre tantas reflexões assertiva do Santo Padre – e não poderia ser diferente, uma se destacou: “Se falar mau de minha mãe levará um soco”, disse o Papa para os jornalistas durante o voo que o levou para as Filipinas. É isso, simples assim.

A liberdade de expressão não pode desconsiderar o respeito pelas pessoas nem mesmo por suas religiões. Parece que temos, nesse caso do Charlie Hebdo, um duelo de egos. De um lado a intolerância dos “mulçumanos” fundamentalistas e terroristas; do outro o orgulho do povo francês que se recusa a admitir que houve um exagero na “comédia” da caricatura. É a intransigência somada a falta de diálogo. Vale dizer que nada justifica a violência, mas liberdade não existe sem respeito ao próximo e às diferenças. Liberdade sempre. Respeito também!

 

Que Deus proteja a todos nós!

Faça um comentário